7 motivos para jogar Child of Light

child-abre

Com tom melancólico e enredo inspirado em contos de fadas, Child of Light é um jogo de RPG de padrão AAA, mas que mantém o preço e os custos de um game independente.

Desenvolvido pela Ubisoft Montreal, o título coloca os jogadores na pele de Aurora, uma criança roubada de seu lar, que, ao tentar voltar para casa, recebe a missão de trazer de volta o Sol, a Lua e as estrelas mantidos em cativeiro por uma rainha misteriosa chamada Black Queen.

Selecionamos 7 motivos para convencer você a jogar Child of Light, mas temos certeza que existem mais, bem mais. Confira a seguir:

Child of Light

1 –  O Visual

child_of_light

O visual do game é uma de suas grandezas. Com um aspecto aquarelado e um cenário contemplativo, Child of Light nos proporciona bons momentos flutuando pelas cores e segredos de Lemuria.

O mundo mágico do jogo traz os diferentes tipos de elementos da natureza: fogo, terra, água e luz – e tanto os personagens, como os inimigos e os cenários estão relacionados a eles. Se você ainda tinha alguma dúvida de que videogame deve ser considerado arte, com esse jogo isso acaba por aqui!

2 – Jogabilidade

Child_of_Light_Combat

A jogabilidade é bem simples e divertida. Funciona como um jogo de plataforma, com Aurora flutuando de maneira horizontal pelo cenário e o combate envolve bastante estratégia. Para iniciar uma batalha, a protagonista apenas encosta em um inimigo e é levada para um nova tela onde participa de combates executados por turnos como os da série Final Fantasy.

Os equipamentos de Aurora e dos outros personagens são conquistados ao decorrer do título em locais secretos e a árvore de habilidades pode ser equipada e melhorada conforme o jogo evolui. Por conta disso, e da possibilidade de usar outros personagens além de Aurora, a dificuldade é baixa, sendo possível terminar o jogo sem morrer nenhuma vez. Mas isso não tira o sentimento de desafio e a vontade de utilizar diferentes estratégias para se dar bem no combate.

3 – Princesa Aurora

aurora

Quando uma princesa prefere ser chamada pelo nome ao invés de seu status temos que olhá-la com carinho. Na história, a pequena princesa Aurora acorda de um sono profundo e descobre estar presa em um lugar dominado pelas sombras. Em busca de uma maneira para voltar para casa, ela encontra com Ignulus, uma luz de esperança em forma de um vagalume mágico que a acompanha nessa jornada.

Dona de brilhantes cabelos ruivos, Aurora esbanja simpatia, delicadeza e oferece ajuda por onde passa. Tudo aquilo que se espera de uma princesa, mesmo que ela queira negar isso.

4 – Quebra-cabeças

puzzles

Além do estilo de jogo, que mistura plataforma e JRPG, Child of Light oferece quebra-cabeças pelos cenários que precisam ser resolvidos para o que o jogo evolua. São pegadinhas que pedem o uso de sombras no lugar certo e artimanhas que funcionam por tempo, bem parecido com puzzles de jogos como Uncharted, o que dá ainda mais dinâmica e desafio à aventura.

5 – Os Personagens

265561-child-of-lightDurante a jornada, Aurora encontra outros personagens que vão ajudá-la a finalizar a sua missão. Cada um deles possui objetivos e habilidades particulares que servem de ajuda à princesa durante as batalhas.

Entre os personagens, temos Finn, um garoto de treze anos com barba e aspecto de ancião; Rubella, uma trapezista em busca de seu irmão Tristis; Robert, um rato arqueiro e apaixonado; Óengus, um membro do clan Kategida que está sob influência da Rainha da Noite, entre outros. Um grupo bastante miscigenado e criativo.

6 – Poesia

col4

Child of Light é todo narrado em forma de poesia, então há uma forma rítmica em que as frases são ditas. O que é singular e lindo, e muito dessa beleza se deve à excelente dublagem para o português, cujas falas são localizadas, com entonação e ritmo envolvente.

7 – Trilha Sonora e Coeur de Pirate

child-of-light

Se não bastasse todos os aspectos super cool do game, a trilha sonora ainda é composta pela canadense Coeur de Pirate. Conhecida por suas tatuagens, seu ar angelical e suas músicas em francês, Coeur faz um incrível trabalho orquestral em Child of Light que combina muito a profundidade do enredo.

No player a seguir você confere uma entrevista com ela:

Child of Light é um game impossível de não gostar. Ele tem uma pegada independente, mas é digno do mais alto holofote por conta de sua delicadeza. O game tem versões para PlayStation 3, Xbox 360, PCs, Wii U, Xbox One e PlayStation 4.

Aproveitamos para deixar aqui o nosso pedido para Child of Light 2!

[infobox color=”eg. light”]E, você já jogou Child of Light? Conta pra gente o que achou![/infobox]

Leia também 8 motivos para jogar Destiny

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Edward

    Perfeito ! Jogo é uma obra de arte.