Agents of Shield – Crítica

Quando escutei sobre o lançamento de uma série de televisão baseada no universo Marvel, pensei que isso não seria coisa boa. Porém, ao saber que o roteirista Joss Whedon estava envolvido, resolvi dar uma chance e incrivelmente acabei me surpreendendo.

Agents of SHIELD Review – Um FBI que precisa lidar com inimigos mutantes

Agents of SHIELD se passa após os acontecimentos do filme de Os Vingadores em uma Nova York que ainda está aprendendo a lidar com a invasão alienígena que acabou de sofrer. Neste contexto, a equipe de agentes lideradas por Phil Couson, interpretado por Clark Gregg, – velho conhecido de quem assistiu Os Vingadores e outros filmes da Marvel – precisa lidar a cada episódio com uma ameaça sobre-humana diferente.

A S.H.I.E.L.D. (Superintendência Humana para Intervenção, Espionagem, Logística e Dissuasão) é responsável por botar a ordem na casa quando surgem ameaças incomuns envolvendo superpoderes, alienígenas e qualquer outra ameaça que as entidades normais não estão habilitadas a resolver. Pense em um FBI que precisa lidar com inimigos mutantes.

 A história, apesar de ser bem previsível, acaba entretendo ao apresentar uma boa dose de humor e mistérios que serão solucionados ao longo da temporada. O humor, aliás, é um dos pontos altos da série, que sabe aproveitar bem as referências do Universo Marvel e faz piadas inteligentes com citações conhecidas dos fãs.

Os personagens da série são bastante carismáticos e possuem características bem distintas entre si, mas que funcionam bem como equipe. A cada episódio você acaba se apegando mais a cada um deles e querendo saber mais sobre as suas histórias.

Temos o “Super-soldado” Grant Ward, interpretado por Brett Dalton, que é uma espécie de “Viuva-negra” versão masculina. Os nerds Leo Fitz (Iain De Caestecker) e Jemma Simmons (Elizabeth Henstridge) que são os nerds-inventores-malucos que funcionam muito bem como alivio cômico da série. A agente piloto-ninja-mal-humorada Melinda May (Ming-na Wen) e a “novata” Agente Skye (Chloe Bennet), que é hacker rebelde e líder de um grupo conhecido como “Maré Crescente”.

A série promete aparições de personagens famosos da Marvel, mas o foco será em personagens menos conhecidos. O que não é ruim, pois é uma espécie de segunda chance a personagens legais que apareceram nos quadrinhos, mas acabaram sendo esquecidos com o tempo.

 

A nova série da ABC empolga com personagens carismáticos e referências ao universo Marvel aos montes durante os episódios. Fãs dos quadrinhos irão adorar procurar todos os easter eggs escondido nas cenas. Ficamos no aguardo de aparições de personagens famosos e histórias empolgantes. A série, apesar de não ser uma das melhores séries no ar hoje, entretêm e é uma boa pedida para os fãs de quadrinhos.

Nota Final: [usr=4]

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...