Sociedade

Autor de Rick and Morty responde fã sobre depressão

Dan Harmon tem bons conselhos e servem para muita gente

Depressão é uma síndrome que acompanha a humanidade há tempos. Ela causa alterações químicas no cérebro de quem a tem e impede que neurotransmissores (serotonina, dopamina e noradrenalina) transmitam estímulos nervosos entre as células.

Existem vários fatores favoráveis para o desenvolvimento deste transtorno. O estresse e o ambiente no qual se vive são alguns deles, então não é uma surpresa que hoje em dia, uma a cada cinco pessoas apresente este problema em algum momento durante a vida.

É importante debater este assunto que acomete 322 milhões de pessoas em todo o mundo, para remover o estigma em torno deste transtorno. Não é vergonha nenhuma, você não está louco e muito menos, sozinho.

A usuária do twitter @chojuroh expôs o momento difícil no qual estava enfrentando e pediu ajuda ao co-autor de Rick and Morty, Dan Harmon, sem esperança que houvesse uma resposta.

Para sua surpresa, ele respondeu e suas palavras podem ajudar muita gente.

Autor de Rick and Morty responde fã sobre depressão

“Primeiro: admita e aceite que isso está acontecendo. Conscientização é tudo. Nós nos colocamos sob tanta pressão para nos sentirmos bem. Está tudo bem em se sentir mal. Isso pode ser algo no qual você é boa! Comunique sobre isso. Não guarde em segredo! Detenha isso. Como um chapéu ou uma jaqueta. Seus sentimentos são reais”.

“Segundo: tente se lembrar a todo momento que seus sentimentos são reais, mas não a realidade. Por exemplo: você pode sentir que a vida não significa nada. Um sentimento verdadeiro. Importante sentimento. É verdade que você sente isso, mas… se a vida tem um significado? Não cabe a nós. Fatos e sentimentos: iguais mas diferentes”.

“A coisa mais importante que eu posso dizer para você é, por favor, não lide com isso sozinha. Existe algo incrível e uma milagrosa magia em expressar esses sentimentos. Até mesmo escrever em um papel “eu quero morrer” e queimá-lo, vai fazê-la se sentir melhor do que pensar sozinha sobre isso”.

“Pensamentos obscuros vão ecoar das paredes do seu crânio, eles vão distorcer e ampliar. Quando você abre a boca (ou um jornal anônimo, ou blog, ou sketchpad), esses pensamentos sairão. Eles irão voltar mas você tem que colocá-los para fora. Expirá-los. Tocá-los. Eu sei que você não quer, mas experimente”.  

O americano Daniel Harmon além de ser um cara muito gente boa, é escritor, produtor, dublador e co-criador de uma das animações mais geniais de todos os tempos.

 

Leia também: O conselho de Stephen Hawking para quem sofre de depressão 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Categorias
Sociedade

Jornalista, escreve sobre arte, cultura, comportamento, psique, política e assuntos gerais relacionados às ciências, sociedade e mundo geek.