Críticas de séries

Ballers e o carisma de Dwayne Johson

ballers-crítica

ballers-crítica

O futebol americano é um grande espetáculo. Para multidões nos EUA (e ao redor do mundo), dispostos a acompanhar os jogos dos seus times, com audiências cada vez maiores no Super Bowl. Junte esse sucesso do esporte com sexo, drogas, festas e o grande carisma de Dwayne “The Rock” Johnson, e você tem Ballers, nova série da HBO.

Há muitos acertos em Ballers, combinações que a tornaram em mais um grande sucesso da HBO nesta primeira temporada (foi a maior comédia da emissora em 6 anos). A começar pela sua proposta de fugir do esporte e focar nos esportistas. Esqueça aqui jogos, regras, dramas de superação e toda a cartilha que os filmes normalmente aplicam ali. O grande foco da série é nos bastidores, na vida social dos jogadores que ganham milhões de dólares, onde parte acaba se entregando à vida de festas, drogas e rock’n’roll.

Isso funciona muito bem durante toda a temporada. Ao acompanhar um ex-jogador, Spencer Strasmore (Dwayne Johnson), em sua nova empreitada de se tornar um agente, nós somos inseridos nesse universo de diversão, onde grandes astros se acham deuses que não sofrem as consequências de seus atos. Aqui há um flerte bem interessante com o gênero besteirol de filmes como Projeto X, American Pie e derivados, embora dê um tratamento mais adulto nas questões abordadas (comparam muito com Entourage, que mostra os bastidores de Hollywood).

ballers-the-rock

Outro acerto da série está em dar o protagonista para Dwayne Johnson. Você pode não saber nada de futebol e não se interessar pelos bastidores disso, mas é difícil não se deixar levar pelo carisma do ator. As piadas, o ar de pessoa do povo e a presença positiva do ator tornam fácil se apegar ao personagem e curtir a jornada dele, dando boas risadas pelo caminho. E os outros atores não deixam a desejar. Embora os outros painéis sejam bem pequenos, há espaço para eles criarem situações divertidas de se ver.

A série começa a falhar um pouco quando insere drama na brincadeira. Enquanto algumas tramas sabem trabalhar isso (como a de Spencer e um de seus clientes, ao ter fotos vazadas), outras ficam tão perdidas em meio ao humor que se tornam fracas. Toda a jornada do personagem Ricky Jerret (John David Washington) é confusa e frágil por conta disso, até por ser longa. Em uma série de festas, bastidores do esporte e humor, não há espaço para tantos dramas longos.

Entre inúmeras piadas (algumas de humor duvidoso), cenas de sexo, participações especiais e piscadas do The Rock, Ballers é uma boa diversão descompromissada. A série não passa muitas mensagens, mas sabe divertir de uma forma diferente. Vale a pena para quem gosta do esporte, para quem gosta da comédia, ou para quem gosta do ator. Em qualquer dos casos, a diversão está garantida, e em apenas 10 episódios.

3estrelas

ballers-reviewBallers

Criador: Stephen Levinson

Roteiro: Stephen LevinsonRashard MendenhallEvan T. ReillySteve Sharlet e Rob Weiss

Duração: 30 minutos

Elenco: Dwayne JohnsonJohn David WashingtonOmar Benson MillerDonovan W. CarterRob Corddry

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Categorias
Críticas de sériesSéries e TV

Aspirante a jornalista, viciado em cultura pop, cinema e comportamento na internet. Vive em uma avalanche de novas séries e filmes para assistir e acompanhar.