Blue Jasmine – Crítica

Blue-Jasmine

Sabe aquelas mulheres que acham que o principal objetivo da vida é encontrar um marido rico? Aquelas que acreditam que o tamanho do amor deve ser medido pelo tamanho da conta bancária? Esta é Jasmine (Cate Blanchett), a nova personagem do Woody Allen que, segundo a sua irmã, é assim porque “nasceu com bons genes”.

Na trama, Jasmine é casada com um empresário (Alec Baldwin) cheio da grana, e leva uma vida boa em Nova York com direito a viagens, festas, joias, carros e tudo mais o que o dinheiro possa dar. Sua vida se transforma quando acontecimentos inesperados a levam a terminar o casamento. Sem ter para onde ir, ela decide se mudar para o modesto apartamento de sua irmã Ginger (Sally Hawkins) que vive uma vida simples em São Francisco – e que ela trata com certo desprezo.

bluejasmine0

Lá, já meio transtornada e dependente de remédios, ela sente dificuldades em admitir a nova realidade, mas precisa encontrar um rumo para a sua vida. Como não terminou a faculdade, precisa recorrer a empregos serviçais e começa a trabalhar em um consultório odontológico para pagar um curso de computação que lhe ajudará a conseguir um diploma de designer de interiores.

Em busca de um novo partido, e com a ideia de convencer sua irmã a também arrumar um marido rico, ela acaba encontrando um homem (Peter Sarsgaard) que pode ajudar a resolver os seus problemas financeiros. E é aí que Jasmine mostra a sua faceta falsa e interesseira – adicionando mais um nome à lista de personagens femininas inesquecíveis do diretor. O filme roda de maneira não-linear, e a história é contada por meio de takes entre a vida rica e a vida pobre de Jasmine.

Blue-Jasmine

Ela faz parte daquele grupo de pessoas que rejeitam e fazem pouco caso daquilo que as pessoas comuns e felizes têm – uma visão materialista, que preza mais pelo “bom partido” do que pela verdadeira felicidade e cumplicidade de um casal.

Indivíduos que vivem em constante conflito e acabam saindo fora do eixo. Em muitos momentos, Jasmine é filmada conversando sozinha, como se estivesse em estado choque e não quisesse encarar a realidade. Perdida, ela repete respostas para conversas ocorridas no passado como se elas estivessem acontecendo no presente.

Blue-Jasmine

Blue Jasmine está sendo considerado um dos melhores filmes de Woody Allen e a atriz Cate Blanchett é a talvez a principal responsável para que isso aconteça. Com um humor sarcástico, o filme é totalmente dela, e a interpretação consegue elucidar as angústias de uma mulher fútil, arrogante e mal agradecida. Será mesmo culpa dos genes?

Nota: 4/5

4estrelas

 Blue Jasmine

blue jasmine
Diretor: Woody Allen | Roteiro: Woody Allen | Elenco: Cate Blanchett, Alec Baldwin, Peter Sarsgaard

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...