Ciência

Crentes da Terra é Plana realizaram uma conferência que mais pareceu um show de comédia

Pessoas do mundo inteiro VOARAM até lá. E mesmo assim ainda acreditam que a Terra é plana!

Durante os dias de 9 e 10 de novembro, um pessoal que acredita que a terra é plana realizaram um evento em Raleigh, Carolina do Norte, EUA. O evento, claro, foi tão ridículo quanto você imagina, e mais pareceu um show de comédia.

Compareceram ao local 400 pessoas de diferentes partes do mundo. Ou seja, teve gente que chegou lá de avião e continua a acreditar que a Terra é plana.

Vários conspiratórios da teoria estiveram por lá e ministraram palestras com títulos como “NASA e outras mentiras espaciais” e “Acordando diante das mentiras da ciência mainstream”.

Para entrar no evento, foram cobrados ingressos de US$ 109 até US$ 249.

Conpiradores da Terra é Plana em ação

Para ilustrar alguns trechos do evento, abaixo você confere um vídeo (em inglês) de perguntas e respostas sobre o assunto, ministrado pelo youtuber Mark Sargent.

Em determinado momento, um membro da plateia pergunta se a teoria não deveria estar nas escolas. A resposta é:

“Eu acho que estamos quase no ponto de crítico”, disse Sargent. “A ciência vai ter que lidar com isso, simples e plano. Eles não podem se esquivarem de nós para sempre.”

Outro momento do vídeo traz uma pergunta sobre Elon Musk:

“Eu estava pensando, pessoas como Elon Musk, que fundaram o programa SpaceX, quando eles alcançam, se eles realmente produzem um foguete capaz de alcançar a cúpula por assim dizer… eles vão colidir e imediatamente explodir, ou eles vão atravessar a borda? “

A resposta é claramente sem qualquer sentido ou argumentação.

“Ok, oficialmente, Elon Musk, tudo o que o homem diz é uma mentira absoluta”, disse ele, para ganhar aplausos da platéia. “Elon Musk simplesmente tira a merda de sua bunda numa base semanal”.

Basicamente, foi um show de insanidades, e é incrível que ainda existam pessoas que acreditam nesta teoria. Desconfiamos até que muitos entram na onda apenas por serem pessoas solitárias e precisarem de atenção, ou alguém para conversar. Então, trata-se de um assunto específico que confraterniza pessoas de alguma forma bizarra.

Algumas poucas perguntas e frases desmonta completamente essa teoria, vamos citar alguns fatos:

– Qual a explicação para o eclipse solar?

– Qual a explicação para o fuso-horário?

– Porque eles não fazem um vídeo na borda do mundo?

– Porque não experimentam chegar até a borda do mundo? E onde é a borda do mundo?

– Onde placas tectônicas entram na teoria? Vulcões, lava?

– Se a Terra é plana, o sistema de GPS, latitude e longitude seriam também mentiras

– Basta viajar de avião de um hemisfério até o outro para eliminar essas convicções.

A única coisa que fica certa é: algumas pessoas tem o Cérebro Plano.

Não a toa que Terry Pratchett, autor inglês e ateu, se inspirou em uma teoria parecida para criar o cenário de sua série Discworld. No mundo de fantasia dele, que inclusive tira sarro de cenas do cotidiano, jogos de RPG e até autores famosos como J.R.R. Tolkien e C.S. Lewis, o mundo é sustentado pelos ombros de quatro elefantes gigantescos (Grande T’phon, Tubul, Berilia e Jerakeen), e eles estão sobre o casco de uma enorme tartaruga, a Grande A´Tuin. Um conceito baseado na mitologia hindu — uma das mais antigas mitologias do mundo.

Crentes da Terra é Plana realizaram uma conferência que mais pareceu um show de comédia

A diferença é que aqui todo mundo sabe que é pura fantasia e um exercício para a imaginação. Já o pessoal que acredita que a Terra é Plana está literalmente em outro plano. É como crer que existem Elfos, Orcs ou fadas em baixo do chão e florestas.

Levando isso em conta, a gente pode dar asas para a criatividade e criar quase qualquer ser mítico e passar a pregar a favor da criatura. Em alguns casos, como a gente sabe, deu bastante certo. Sempre vai ter um trouxa para acreditar sem a presença e provas.

 

Com informações do IFLSCience.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Categorias
Ciência

Jornalista, co-fundador do Geekness. Foi editor do GamesBrasil, TechGuru e BABOO e repórter das revistas MOVIE, EGW e Nintendo World. Curta o Geekness no Facebook!