A Discografia de Bob Dylan em uma playlist de 55 horas

O usurário do Spotify, Samuel Huxley Cohen, compilou a discografia de Bob Dylan em uma playlist de 55 horas.

Dylan é um dos nomes mais influentes da história do rock’n roll. Músico autodidata, poeta e escritor, fazia de suas composições verdadeiros protestos.

Com mais de 50 anos de carreira, traduziu em canções profundas fatos marcantes dos EUA e desilusões pessoais, inspirando gerações e grandes nomes da música.

Influenciou políticos como o presidente dos Estados Unidos, Jimmy Carter, o qual citou Dylan em um discurso. E em 2012 foi condecorado por Barack Obama com a Medalha Presidencial da Liberdade.

Através de metáforas expressava sua indignação e clamor a assuntos sociais e políticos. “Blowin’ the Wind” chegou a se tornar hino dos direitos civis na década de 60.

Não à toa, foi agraciado com o Nobel de Literatura em 2016, o maior prêmio da literatura mundial dado pela Academia Sueca, por “ter criado novos modos de expressão poética no quadro da tradição da música americana”.

“Ele é o grande poeta, um grande poeta dentro da tradição da língua inglesa. Um autor original que carrega com ele a tradição e está há mais de 50 anos inovando e se renovando. Homero e Safo escreveram poesias que eram para ser lidas em voz alta, assim como as de Bob Dylan”, disse a secretária da Academia Sueca, Sara Danius.

Entenda o contexto de algumas composições de Dylan que o renderam o prêmio.

1 – Times They Are a-Changin’

Lançada em 1964, época na qual os Estados Unidos sofriam grandes transformações sociais, como a contracultura, o movimento pelos direitos civis e o debate sobre a Guerra do Vietnã. Se tornou uma das canções políticas e de protesto mais populares da história.

2 – Blowin’ In The Wind

Música lançada em 1962 com uma sequência de perguntas retóricas, que abordam temas como paz e liberdade, e cujas respostas estão na cara de todos, mas ao mesmo tempo são inatingíveis como o vento.

3 – Like a Rolling Stone

Canção de 1965, fala de uma mulher rica e nobre mas, devido a uma reviravolta do destino, perde todo o dinheiro que tem e agora mendiga pelas ruas, encarando o desafio de defender a si mesma em um mundo hostil.

4 – Knockin’ on Heaven’s Door

Composta para a trilha sonora do filme Pat Garrett e Billy the Kid (1973), já foi reinterpretada por vários artistas e ganhou até versão em português na voz de Zé Ramalho. Ambientado no clima faroeste do filme, Dylan escreve em seus versos a última súplica de um xerife.

5 – Don’t Think Twice (It’s All Right)

Outra composição reinterpretada diversas vezes, é baseada na música Who’s Gonna Buy You Ribbons When I’m Gonne?, de Paul Clayton, grande amigo de Dylan.

6 – Hurricane

Hurricane foi composta em 75 em protesto à prisão do boxeador Rubin “Hurricane” Carter, sentenciado injustamente por assassinato em 1966 no auge da carreira. Na letra, Dylan denuncia o racismo da polícia e da sociedade americana, um tema tão atual 40 anos depois.

Você pode experienciar o talento de Dylan na playlist abaixo, que contempla em ordem cronológica as composições, começando por “You’re No Good” de 1962.

Discografia de Bob Dylan em playlist de 55 horas

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...