Fantástico aborda vício em jogos online e gera polêmica

Fantástico aborda vício em jogos online e gera polêmica

A Rede Globo lançou uma reportagem recente sobre vício em jogos online, além de crimes e problemas gerais que podem afetar a vida de muita gente no ambiente virtual.

A reportagem acabou ferindo o ego de muito jogador, que reclama do conteúdo por ser muito “tendencioso” ou generalista. No entanto, há pontos importantíssimos a levar em conta, principalmente em relação aos que envolvem crimes sexuais.

Já trabalhei em uma empresa de jogos online como Game Master, e posso dizer que muitos dos problemas retratados no vídeo abaixo vi acontecer nos jogos os quais atendi.

Há quem gaste milhares de reais na compra de itens. Há quem sepulte sua vida e passe manhã, tarde, noite e madrugada na frente do computador. Há quem desenvolva comportamento psicótico, antissocial e crie verdadeiros problemas familiares por causa de jogo. Há quem ameace outras pessoas, seja agressivo ou simplesmente se torne bandido nesses lugares.

Claro, não podemos generalizar. A maioria das pessoas se diverte tranquilamente e não tem problemas com isso, mas há quem sofra drásticas consequências na produtividade e na vida ao imergir nesses jogos.

A reportagem tem como foco o lado obscuro. O lado da doença mental, tanto por parte do vício quanto o de crimes, como clonagem de cartões e até pedofilia. Levando em conta esta proposta, foi bem explorada.

Apesar de faltar mais informações referentes aos benefícios que os jogos podem proporcionar, desde que usados com sabedoria e controle, serve de alerta para os pais e para qualquer pessoa que se importe com um amigo, familiar que tenda a mergulhar nessas desgraças.

É como um “conselho básico” que pode ser usado por quem não tem controle ou pode viciar rapidamente em qualquer coisa.

Tudo é uma questão de ponto de vista.

Veja o vídeo e comente abaixo o que você acha!

Fantástico aborda vício em jogos online

https://www.youtube.com/watch?v=InKAl_NrVNE

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Júlia Gandra Neves

    Como sempre a rede Globo tentando manipular a mente das pessoas (principalmente pais)

  • Junai

    Como sempre a Globo manipulando a cabeça dos telespectadores… É impressionante como a Globo não consegue passar uma matéria limpa… existem casos como eles falam, a resposta é sim… Mas se formos falar estatisticamente essa não é bem a realidade dos gamers. Infelizmente ela abusa do poder de audiência para falar de assuntos dos quais não têm experiência, pensando bem… acredito que a Globo está sem assunto ou matérias interessantes e para ter audiência convoca os pais. Hoje em dia, qual a casa que não tem um filho(a), sobrinho(a) que não jogue vídeo game? O mais engraçado que a Globo entra em contradição com ela mesma. Passou no jornal, Mais Você e no programa da Fátima Bernardes falando dos pontos positivos de jogo (porém a maioria dos pais estão trabalhando nesses horários). Porque não fazer uma matéria limpa onde mostra o pós e contra? É Globo… a vida inteira você teve audiência manipulando… hoje não seria diferente… Só uma dúvida. Quem de você que estão lendo essa matéria (provavelmente gamer) não recebeu uma mensagem, uma ligação ou um Whatsapp de algum parente falando: Assiste Fantástico ai que está passando sobre VÍCIOS de jogos?

  • Nathan

    Não concordo contigo. O buraco é bem mais embaixo. Tem muitos gamers que são completamente viciados e o vício tem um grande impacto na vida deles. Mesmo que não se deem conta ou se iludam. Se você joga mais de 2 horas por dia, provavelmente já tem problemas. E isso é mais evidente a medida que o gamer envelhece, já que com o tempo as responsabilidades aumentam. Eu digo isso por experiencia própria. Acho que é mais fácil os imunes serem raridade do que o contrário. Se o sujeito gasta mais de 2 horas em um jogo diariamente, ele tem um problema. Fim de papo. Agora se vc joga só nos finais de semana e quando tem tempo para isso, parabéns. Mas tem muito gamer aí que não tem esse controle… muitos mesmo.

  • Junai

    Sim, mas é como eu bem disse. Tem casos e casos, o problema que a Globo generaliza demais as coisas. Esse é o ponto entende?