Uma garrafa no oceano cósmico – Voyager

Na década de 70, a Pioneer 10 foi a primeira nave a voar em Júpiter, Saturno, a Via Láctea e as estrelas. Após emergir no cinturão de asteroides, a Pioneer 11 foi lançada em uma trajetória semelhante. Ambas carregavam duas pequenas placas de metal identificando seu tempo e lugar de origem, para o benefício de qualquer outro viajante espacial que o pudesse encontrar num futuro distante.

voyager-geekness (6)
Carl Sagan segurando uma placa Pioneer

 

Com base nessas missões espaciais, a NASA resolveu lançar mensagens mais ambiciosas através das Voyagers 1 e 2. Como verdadeiras cápsulas do tempo.

As Voyagers têm a missão de carregar as histórias da Terra, com o intuito de se comunicar com seres viajantes de outro espaço.

As mensagens são gravadas em um disco de cobre de 12 polegadas, banhadas a ouro, com um conteúdo mais ambicioso e fascinante, que são as músicas, os sons e imagens que retratam a diversidade e cultura da Terra.

voyager-geekness (1)
O conteúdo dos registros foi selecionado por um comitê presidido por ninguém menos que o mestre Carl Sagan.

Dr. Sagan e seus associados reuniram 115 imagens e uma variedade de sons naturais, como os feitos pela ressaca, vento e trovão, pássaros, baleias e outros animais. Para isso, eles adicionaram seleções musicais de diferentes culturas e épocas, e saudações de vozes da Terra – em cinquenta e cinco línguas e mensagens impressas do presidente  Jimmy Carter e do Secretário Geral da ONU, Kurt Waldheim.

voyager-geekness (2)
As 115 imagens são codificados no formato analógico. O restante do disco é em áudio, projetado para ser rodado em 16-2/3 rotações por minuto.

Ele contém as saudações pronunciadas, começando com o acadiano, o que foi utilizado na Suméria cerca de seis mil anos atrás, e terminando com Wu, um moderno dialeto chinês.

Em 2013, os cientistas declararam Voyager 1 como o primeiro objeto espacial a sair do sistema solar. Será quarenta mil anos antes que façam uma abordagem perto de qualquer outro sistema planetário.

voyager-geekness (4)

Carl Sagan observou: “A sonda será encontrada e o registro será reproduzido apenas se houver civilizações espaciais avançadas no espaço interestelar. Mas o lançamento desta garrafa no oceano cósmico diz algo muito esperançoso sobre a vida neste planeta”.

voyager-geekness (5)

Após a seção sobre os sons da Terra, ainda há uma seleção eclética de 90 minutos de música, que incluem de Chuck Berry, Bach, Willie Nelson, John Cohen a Radio Moscoy. Conteúdo que por sinal, me agrada muito. Então separei a lista dessas músicas viajantes do tempo, caso você se interesse em conhecer:

» Bach, Brandenburg Concerto No. 2 in F. First Movement, Munich Bach Orchestra, Karl Richter, conductor. 4:40
» Java, court gamelan, “Kinds of Flowers,” recorded by Robert Brown. 4:43
» Senegal, percussion, recorded by Charles Duvelle. 2:08
» Zaire, Pygmy girls’ initiation song, recorded by Colin Turnbull. 0:56
» Australia, Aborigine songs, “Morning Star” and “Devil Bird,” recorded by Sandra LeBrun Holmes. 1:26
» Mexico, “El Cascabel,” performed by Lorenzo Barcelata and the Mariachi México. 3:14
» “Johnny B. Goode,” written and performed by Chuck Berry. 2:38
» New Guinea, men’s house song, recorded by Robert MacLennan. 1:20
» Japan, shakuhachi, “Tsuru No Sugomori” (“Crane’s Nest,”) performed by Goro Yamaguchi. 4:51
» Bach, “Gavotte en rondeaux” from the Partita No. 3 in E major for Violin, performed by Arthur Grumiaux. 2:55
» Mozart, The Magic Flute, Queen of the Night aria, no. 14. Edda Moser, soprano. Bavarian State Opera, Munich, Wolfgang Sawallisch, conductor. 2:55
» Georgian S.S.R., chorus, “Tchakrulo,” collected by Radio Moscow. 2:18
» Peru, panpipes and drum, collected by Casa de la Cultura, Lima. 0:52
» “Melancholy Blues,” performed by Louis Armstrong and his Hot Seven. 3:05
» Azerbaijan S.S.R., bagpipes, recorded by Radio Moscow. 2:30
» Stravinsky, Rite of Spring, Sacrificial Dance, Columbia Symphony Orchestra, Igor Stravinsky, conductor. 4:35
» Bach, The Well-Tempered Clavier, Book 2, Prelude and Fugue in C, No.1. Glenn Gould, piano. 4:48
» Beethoven, Fifth Symphony, First Movement, the Philharmonia Orchestra, Otto Klemperer, conductor. 7:20
» Bulgaria, “Izlel je Delyo Hagdutin,” sung by Valya Balkanska. 4:59
» Navajo Indians, Night Chant, recorded by Willard Rhodes. 0:57
» Holborne, Paueans, Galliards, Almains and Other Short Aeirs, “The Fairie Round,” performed by David Munrow and the Early Music Consort of London. 1:17
» Solomon Islands, panpipes, collected by the Solomon Islands Broadcasting Service. 1:12
» Peru, wedding song, recorded by John Cohen. 0:38
» China, ch’in, “Flowing Streams,” performed by Kuan P’ing-hu. 7:37
» India, raga, “Jaat Kahan Ho,” sung by Surshri Kesar Bai Kerkar. 3:30
» “Dark Was the Night,” written and performed by Blind Willie Johnson. 3:15
» Beethoven, String Quartet No. 13 in B flat, Opus 130, Cavatina, performed by Budapest String Quartet. 6:37

Você também pode saber mais sobre as missões , e saber por onde elas estão passando, no próprio site da NASA.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...