Guardiões da Galáxia – Crítica

Guardiões da Galáxia - Crítica

Guardiões da Galáxia, da Marvel Studios, expande o universo homônimo dos quadrinhos para o cinema e leva a aventura até o cosmo, local onde o aventureiro Peter Quill (Chris Pratt) se vê em uma caçada após roubar uma esfera cobiçada por Ronan, o Acusador (Lee Pace), um vilão ambicioso que ameaça toda a galáxia.

Para fugir de Ronan, Quill é forçado a fazer uma aliança com um quarteto de malucos — Rocket (voz de Bradley Cooper), um guaxinim atirador e irritadiço; Groot (voz de Vin Diesel), uma árvore alienígena mutante; a implacável e letal Gamora (Zöe Saldana) e o vingador Drax (Dave Bautista), o Destruidor. Mas quando Quill descobre o verdadeiro poder da esfera e o perigo que ela representa para o universo, ele precisa reunir o seu grupo de rebeldes para uma última e desesperada batalha, com o destino da galáxia em jogo.

Guardiões

O mais divertido da odisseia espacial de Guardiões da Galáxia é sem dúvidas o grupo de protagonistas. Em uma união completamente improvável, a índole dos personagens não é exatamente como a que conhecemos de super-heróis. “Fazemos coisas boas e fazemos coisas ruins”, eles dizem. O filme ganha personalidade conforme os personagens vão se desenvolvendo, e isso é incrível quando estamos diante de algo inédito nas telonas.

Apesar do conteúdo original ter sido criado em 1969, há muito de cultura pop em Guardiões da Galáxia e isso dá a chance de revisitarmos o que já conhecemos por uma nova perspectiva. A parceria entre Rocket e Groot pode ser associada à amizade de R2-D2 e C3PO, de Star Wars. Enquanto Hansolo pode ser comparado ao aventureiro Peter Quill, que coincidentemente se nomeia o “Senhor das Estrelas” e inicia um affair com Gamora, a Princesa Leia da vez.

Além de Star Wars, também nos lembramos de Game of Thrones: a árvore mutante Groot, consegue pronunciar apenas o seu próprio nome, como o gigante Hodor; e até God of War nos vem à cabeça, já que Drax busca vingança pela morte de sua filha e mulher, assim como Kratos.

GuardiõesRollingStones

Sem falar no bem escolhido repertório musical que inclui a música “Hooked on a Feeling”, do Blue Swede (ouça aqui), que foge totalmente do padrão exibido em filmes de ação e de super-heróis. David Bowie, Marvin Gaye, Jackson Five, The Runaways são outros clássicos da música que fazem parte da excelente trilha sonora que compõe Guardiões da Galáxia. A narrativa também dá bastante valor à música, associando um toca fita como uma espécie de amuleto para Quill e a dança como algo transgressor.

Com toda essa mistura de clássicos, somado ao visual, a maquiagem e aos excelentes efeitos especiais, a Marvel conseguiu trazer aos cinemas algo novo, cheio de sarcasmo e comédia e que foge do politicamente correto. Guardiões da Galáxia é uma aventura imperdível com muita ação, explosões, e um grupo de anti-heróis do jeito que a gente gosta: sem boa postura, mas cheio de boas intenções.

Nota: 5/5

5estrelas

guardioes1Guardiões da Galáxia

Direção: James Gunn
Roteiro: James Gunn, Nicole Perlman, Dan Abnett, Andy Lanning
Elenco: Chris Pratt, Zoë Saldana, Bradley Cooper, Vin Diesel, Dave Bautista, Benicio Del Toro, Karen Gillan, Michael Rooker, Lee Pace, Djimon Hounsou, Glenn Close, John C. Reilly
Lançamento: 31 de julho de 2014

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...