Livros e HQ

Livros digitais e e-readers não tem mais impostos no Brasil

Livros digitais e e-readers não tem mais impostos no Brasil

Livros digitais e e-readers estão livres de impostos no Brasil, segundo a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) concedida nesta quarta-feira (8).

Agora, os dispositivos de leitura e livros digitais tem o mesmo tratamento tributário que livros, jornais, revistas e papéis destinados à impressão: imunidade de impostos.

Originalmente o processo tinha objetivo apenas de livrar dos tributos livros eletrônicos gravados em CD-ROM, mais especificamente sobre um software denominado Enciclopédia Jurídica Eletrônica. Algo que beneficiaria poucas pessoas – sobretudo aquelas ligadas à área de Direito.

Felizmente, o ministro Dias Toffoli considerou que o CD-ROM era “apenas um corpo mecânico ou suporte” e redigiu sua tese com a adição dos atuais leitores de e-books na imunidade tributária, beneficiando praticamente toda a população brasileira.

E-books ainda são pouco vendidos no Brasil. Representam apenas de 3% até 5% de todas as vendas de livros no país. E olha que as vendas de livros não são lá tão enormes, levando em conta que nosso país não tem tanto costume pela leitura.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Categorias
Livros e HQ

Jornalista, co-fundador do Geekness. Foi editor do GamesBrasil, TechGuru e BABOO e repórter das revistas MOVIE, EGW e Nintendo World. Curta o Geekness no Facebook!