Motivos para

6 motivos para assistir Homeland

5 motivos para assistir Homeland

Homeland é um seriado singular criado por Howard Gordon e Alex Gansa. Baseada na série israelense Hatufim, de Gideon Raff, a trama acompanha Carrie Mathison, uma oficial da CIA, cheia de problemas psicológicos, que acredita que o Sargento Nicholas Brody, um fuzileiro norte-americano preso por oito anos pela Al-Qaeda, se converteu ao islamismo e passou para o lado inimigo se tornando uma ameaça à segurança nacional.

Abaixo listamos alguns motivos pelos quais esta série é tão significativa e merece ser assistida por você.

Motivos para assistir Homeland

6 – Os Estados Unidos não são os mocinhos, muito pelo contrário

5 motivos para assistir Homeland

Talvez o melhor aspecto de Homeland é que o seriado não puxa o saco dos Estados Unidos, como estamos acostumados a ver em produções locais (vide 24 Horas ou seriados do gênero). A narrativa constantemente questiona as ações dos norte-americanos em relação aos países do Oriente Médio e grupos que eles chamam de “terroristas”. Muitas vezes, o telespectador se pega entre o fogo cruzado, questionando sobre quem seria os verdadeiros terroristas da história. É um jogo de intrigas e de poder. Ninguém ali é mocinho. Cada ação tem sua consequência, e essas consequências não são brandas.

5 – Aproximação com a realidade

HOMELAND311201310293170

Diferente do que costumeiramente vemos em produções norte-americanas, não há uma “maquiagem” para justificar as ações de organizações secretas, militares ou da CIA. Há uma grande relação com o mundo real neste seriado, e nem sempre as operações  realizadas pelos EUA condizem com o jeito mais correto de agir. Claro que é uma série de ficção, não dá para levar tanto a sério, mas é interessante acompanhar o jogo de poder e as decisões do alto escalão das companhias de segurança dos Estados Unidos.

4 – Trama envolvente e que surpreende

homeland-review

Homeland é eletrizante. Você fica preso na tela e vai querer saber como a história se desenrola de qualquer jeito. Tudo acontece de forma dinâmica e rápida. Os personagens são interessantes e profundos, e cada atitude gera reações, criando uma grande bola de neve. E, ao decorrer dos episódios, a história fica mais sólida e realmente prende o telespectador. Dá para se surpreender com os eventos que acontecem entre as temporadas e até entre um episódio e outro.

3 – Um pouco sobre os países do oriente médio

804_4_0_prm-keyart_1024x640

Como o seriado lida com personagens e uma história de conflitos entre os EUA e Oriente Médio (Afeganistão, Paquistão e países vizinhos), dá para aprender um pouco sobre esses países, em relação a sua geografia e cultura em geral.

2 – Momentos tensos e um dos melhores finais de temporada de todos os tempos

homeland_damian_lewis_311_a_l

Há muitos momentos que realmente nos deixam nervosos neste seriado. Como se trata de terrorismo e espionagem, muitos personagens passam por maus bocados ou situações extremas. Isso faz com que os telespectadores fiquem tensos ao acompanhar a narrativa. Além disso, o final da terceira temporada é impactante e um dos melhores que já vimos até agora em um seriado (talvez só não ganhe de Breaking Bad!).

1 – A quarta temporada ainda vela pena!

Homeland-season-three-012

Homeland está atualmente na quarta temporada e é exibida pelo canal Showtime. A trama continua a narrativa que acompanha Carrie Mathison e ressalta questões morais e a frieza dos personagens envolvidos no seriado.

Com drones, traição e maternidade, a nova temporada é marcada pela alocação da protagonista no Oriente Médio e traz uma Carrie mais lúcida, depois de várias temporadas de seu sofrimento com a doença mental.

Com um episódio de estreia de duas horas, a série continua sólida e merecendo a sua atenção!

Leia também 6 motivos para assistir a série Vikings

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Categorias
Motivos paraNewsSéries e TV

Jornalista, co-fundador do Geekness. Foi editor do GamesBrasil, TechGuru e BABOO e repórter das revistas MOVIE, EGW e Nintendo World. Curta o Geekness no Facebook!