Listas

Neil deGrasse Tyson lista 7 livros que todos devem ler

Obras para desenvolver o pensamento crítico

O astrofísico Neil deGrasse Tyson é um dos mais populares divulgadores de ciência da atualidade. Segundo ele, existem 7 livros que todos devem ler.

Autor de várias obras de astronomia, atualmente, é diretor do Planetário Hayden Frederick P. Rose e investigador associado do departamento de astrofísica no Museu Americano de História Natural.

Neil dedica sua carreira em função de iluminar nossa humanidade da escuridão da ignorância.

Porque, em suas palavras: “Saber como pensar torna a pessoa muito mais capaz do que aquele que apenas sabe o que deve pensar”.

Neil Degrasse Tyson lista 7 livros que todos devem ler

A Era da Razão, por Thomas Paine

“Para aprender que o poder do pensamento racional é a fonte primária da liberdade do mundo.” — Neil deGrasse Tyson.

Sinopse

O autor de “Senso Comum” e “Os Direitos do Homem” fez história uma vez mais ao escrever este grande tratado em que nos mostra como é a crença em Deus de maneira livre e principalmente pensante. Nesta primeira parte de A Era da Razão, Thomas Paine nos mostra suas críticas sobre revelações, profecias, milagres e mistérios inventados pela Igreja para sua conquista de poder.
O autor escreve de forma irreverente, compartilhando opiniões afiadas de como as pessoas podem se libertar.
Hoje, o livro coloca-se ao alcance de um grande número de brasileiros que estão cada vez mais descobrindo esta brilhante forma de crença livre.
Descubra o porquê da propagação de ideias potencialmente revolucionárias como as apresentadas aqui, causar a perseguição de editores que tentavam publicar e distribuir A Era da Razão.

O Príncipe, por Nicolau Maquiavel

“Para entender que quem não tem poder vai fazer de tudo para consegui-lo, e também perceber que quem tem poder vai fazer de tudo para mantê-lo.” — Neil deGrasse Tyson.

Sinopse

O Príncipe”, de Maquiavel, escrito em 1513, expressou pela primeira vez a noção de Estado como forma de organização da sociedade do modo como a conhecemos hoje. É sobretudo por isso que seu autor é considerado o pai da moderna ciência política. Na época, a obra foi concebida como um manual cuja finalidade era ensinar a um novo príncipe que, para conservar o poder e o controle em seu Estado, é preciso não só agir com grande sutileza – e mesmo com astúcia e crueldade – mas também manter um exército. A incrível resistência ao tempo – que caracteriza os clássicos – deve-se à versatilidade do texto que tem permitido as mais diversas interpretações a leitores de todas as gerações.

A Arte da Guerra, por Sun Tzu

“Para perceber que o ato de matar outros humanos pode ser elevado ao status de arte.” — Neil deGrasse Tyson.

Sinopse

Um dos livros de estratégia mais notáveis e influentes, lido e estudado com entusiasmo por políticos e executivos modernos. “A Arte da Guerra” é tido como um dos clássicos mais importantes do humanismo chinês, ao lado do I Ching e do Tão-Te King. Cada um dos seus aforismos revela uma faceta particular da psicologia humana.

Princípios Matemáticos da Filosofia Natural, por Isaac Newton

“Para notar que o Universo é um lugar que pode ser conhecido.” — Neil deGrasse Tyson.

Sinopse

Este livro foi publicado por Isaac Newton em 1687. O autor apostava em que os fenômenos fundamentais da Natureza estavam sujeitos a leis de forma matemática, e que, uma vez obtida a expressão dessas leis, poderiam deduzir, por matemática, as outras leis. Foi criada assim a primeira ‘teoria física’, chamada de Mecânica Clássica. A obra é dividida em três partes – A parte I procura tratar dos movimentos no vácuo e da gravitação. A parte II estuda os movimentos em meios resistentes. A parte III mostra que as leis de Kepler, os movimentos da Lua, as marés nos oceanos e a precessão dos equinócios são consequências das leis e teoremas já expostos.

A Origem das Espécies, por Charles Darwin

“Para compreender como estamos relacionados com todos os outros seres da Terra.” — Neil deGrasse Tyson.

Sinopse

Ainda considerado como um dos mais inovadores e desafiantes tratados biológicos já escritos, “A origem das Espécies”, com sua abordagem sobre os processos evolutivos, chocou grande parte do mundo ocidental, quando foi lançado em 1859. Nesta nova edição, com ilustrações em cada capítulo e prefácio de Nélio Bizzo, os leitores terão contato com a mais importante obra sobre Biologia jamais escrita.

As viagens de Gulliver, por Jonathan Swift

“Para notar, entre outras lições cheias de sarcasmo, que, na maior parte do tempo, os humanos são Yahoos.” — Neil deGrasse Tyson.

Sinopse

Em suas “Viagens a diversos países remotos do mundo em quatro partes”, o cirurgião naval Lemuel Gulliver, vítima de um naufrágio durante uma terrível tempestade no mar, no ano de 1699, relata suas experiências em terras diferentes e inimagináveis. Único sobrevivente da tripulação do Antelope, o jovem Gulliver é levado pelas ondas até a desconhecida Lilipute, uma ilha habitada por seres minúsculos que se imaginavam o centro do universo e viviam em guerra por motivos tão fúteis quanto… a forma correta de se quebrar um ovo.

Mas a estranheza de Gulliver aos liliputianos aos poucos cede lugar para uma troca de experiências que leva o médico inglês a questionar os valores da sua terra natal a cada volta para casa. Afinal, Lilipute é apenas a primeira parada das muitas viagens de Gulliver, – a princípio cirurgião e mais tarde capitão de vários navios – . Em sua jornada pelos mares, ele ainda conhecerá lugares e povos tão estranhos quanto Laputa, Broddingnog, habitado por gigantes, e o país dos Houyhnhnms, governado por cavalos que procediam como criaturas racionais.

A Riqueza das Nações, por Adam Smith

“Para entender que o capitalismo é uma economia de ganância, uma força da natureza dentro de si mesma.” — Neil deGrasse Tyson.

Sinopse

A riqueza das nações é considerada a obra fundadora da ciência econômica. Escrito no século XVIII, o clássico de Adam Smith gerou uma série de mudanças nas políticas econômicas. O livro aborda temas como o acúmulo de riqueza, divisão do trabalho, sistemas de economia, e até hoje é grande referência entre os estudiosos de todo o mundo. A edição integral impressiona pelo conteúdo e principalmente por sua extensão. Esta versão condensada traz uma criteriosa seleção dos cinco livros originais e mantém a essência da obra-prima de Smith.

A Bíblia

“Para entender que é mais fácil acreditar nos outros sobre o que pensar do que pensar e crer por si mesmo.” — Neil deGrasse Tyson.

 

Via

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Categorias
ListasListas LiteráriasLivros e HQ

Jornalista, escreve sobre arte, cultura, comportamento, psique, política e assuntos gerais relacionados às ciências, sociedade e mundo geek.