Logo

O Perfuraneve traz narrativa distópica, claustrofóbica e obscura sobre a sociedade

o-perfuraneve-capa1

Como a seria se, após um desastre climático que congelou o mundo, o restante da humanidade estivesse presa em uma locomotiva de mil vagões?

Esta é a premissa da graphic novel “O Perfuraneve” (Le transperceneige, 1982), clássico da ficção científica francesa que finalmente chegou ao Brasil pela editora Aleph, em uma edição pomposa.

Escrito por Jacques Lob (1932-1990) e desenhado por Jean Marc-Rochette, o HQ traz um clima claustrofóbico, obscuro e soturno. Coloca o leitor em uma posição desconfortável do começo ao fim o desafia a viver junto dos personagens em uma sociedade de distopia e infernal.

A arte em preto e branco e com estilo de pinturas macabras de Rochette dão todo o clima para a obra, que se passa em um futuro próximo.

Os autores contam como a humanidade se estabeleceria se vivessem em um grande trem – segmentando cada classe social, culturas, processos de produção, de luxo ou de lixo entre um vagão e outro.

Tudo começa quando alguns tripulantes da locomotiva descobrem que a parte frontal pretende se livrar dos últimos vagões para se manter em velocidade total e em funcionamento.

À medida que avançamos na história, as situações ficam mais complicadas e tensas, e a narrativa se revela cada vez mais criativa e instigante.

Em meio aos problemas da divisão de sociedade, uma história complexa e enigmática se desenrola, enquanto os personagens lutam pela sobrevivência não só deles, mas também da humanidade.

Doenças, falta de alimento, sexo, desordem, caos, religião, conflitos de interesses, militares, diplomacia, amizade, relações, ciência, traição, desgraça e muito mais fazem parte desta incrível obra de arte dos quadrinhos.

Nesta edição, a Aleph compila a trilogia de histórias, incluindo “O Explorador” (1999) e “A Travessia” (2000), escritas por Benjamin Legrand após a morte de Lob. Originalmente, a HQ foi publicada na revista europeia À Suivre (1978-1997), em 1982.

A história também ganhou uma adaptação para o cinema, “O Expresso do Amanhã”, filme dirigido por Bong Joon-Ho que foi lançado em 2013.

Vale a pena curtir cada página. É daqueles quadrinhos os quais você acaba de ler e para para ficar pensando. E talvez os acontecimentos, reviravoltas e pano de fundo de “O Perfura Neve” fiquem na sua cabeça por muito tempo – para não dizer pelo resto da vida.

5estrelas

O-Perfuraneve-GEEKNESS (1)

O-Perfuraneve-GEEKNESS (4)

O-Perfuraneve-GEEKNESS (3)

O-Perfuraneve-GEEKNESS (2)

O Perfuraneve

o-perfuraneve-capaAutores: Jacques Lob (texto), Jean Marc-Rochette (arte) e Benjamin Legrand (texto)
Editora: Aleph
Páginas: 280
Preço: R$ 59,90
Tradutor: Daniel Lühmann

 

 

 

 

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Flávio Croffi

Jornalista, co-fundador do Geekness. Foi editor do GamesBrasil, TechGuru e BABOO e repórter das revistas MOVIE, EGW e Nintendo World. Curta o Geekness no Facebook!
  • Izadora Santos

    Eu assisti O Expresso do Amanhã e achei fantástico! Desconfiava até que havia sido adaptado de um livro, mas HQ é melhor ainda! Vou procurar para ler o quanto antes.