Cinema e TV

28 Paletas de cores do cinema e suas sensações

Criar padrões de paletas de cores para dotar de estética os filmes é importante, porém, é fundamental o uso da cor como uma intrínseca e poderosa ferramenta contadora de histórias.

Não é nenhum segredo que as cores podem manipular nossas sensações e transmitir alguma emoção. No cinema essa ferramenta é usada não só para criar estados de ânimo e uma atmosfera, mas também para despertar emoções especificas em seus espectadores; que se torna elemento fundamental para as narrativas dos filmes.

“É fácil fazer uma paleta que seja esteticamente agradável, mas difícil fazer com que ela preste um serviço à história.” Roger Deakins – Diretor de fotografia britânico, conhecido pelos trabalhos com os Irmãos Coen.

cores-do-cinema-geekness (7)

Moonrise Kingdom (2012) – Wes Anderson

 

cores-do-cinema-geekness (6)

Mad Max – Estrada da Fúria (2015) – George Miller

 

cores-do-cinema-geekness (5)

O Grande Hotel Budapeste (2014) – Wes Anderson

 

cores-do-cinema-geekness (3)

O Grande Gatsby (2013) – Baz Luhrmann

 

cores-do-cinema-geekness (2)

Onde Vivem Os Monstros (2009) – Spike Jonze

 

cores-do-cinema-geekness (1)

Noiva Cadáver (2004) – Tim Burton

 

cores-do-cinema-geekness (1)

O Fabuloso Destino De Amelie Poulain (2001) – Jean Pierre Jeunet

 

cores-do-cinema-geekness (1)

Réquiem Para Um Sonho (2000) – Darren Aronofsky

 

cores-do-cinema-geekness (2)

Azul É A Cor Mais Quente (2013) – Abdellatif Kechiche

 

cores-do-cinema-geekness (3)

Alice No País das Maravilhas (2010) – Tim Burton

 

cores-do-cinema-geekness (3)

Star Wars – Ameaça Fantasma (1999) – George Lucas

 

cores-do-cinema-geekness (4)

O Profissional (1994) – Luc Besson

 

cores-do-cinema-geekness (5)

O Show de Truman (1998) – Peter Weir

 

cores-do-cinema-geekness (6)

O Silencio dos Inocentes (1991) – Jonathan Demme

 

cores-do-cinema-geekness (7)

Encontros e Desencontros (2003) – Sofia Coppola

 

cores-do-cinema-geekness (8)

O Iluminado (1980) – Stanley Kubrick

 

cores-do-cinema-geekness (9)

Perdido Em Marte (2015) – Ridley Scott

 

cores-do-cinema-geekness (10)

Melancolia (2011) – Lars Von Trier

 

cores-do-cinema-geekness (11)

Clube da Luta (1999) – David Fincher

 

cores-do-cinema-geekness (12)

Millenium – Os Homens Que Não Amavam As Mulheres (2011) – David Fincher

 

cores-do-cinema-geekness (13)

Caminhos Perigosos (1973) – Martin Scorsese

 

cores-do-cinema-geekness (15)

Os Oito Odiados (2015) – Quentin Tarantino

 

cores-do-cinema-geekness (16)

Taxi Driver (1976) – Martin Scorsese

 

paleta de cores geekness

Garota Exemplar (2014) – David Fincher

 

paleta de cores do cinema geekness

Star Trek – Além da Escuridão (2013) – J J Abrams

 

paleta de cores do cinema geekness

O Fantástico Sr. Raposo (2009) – Wes Anderson

cores-do-cinema-geekness (2)

Her (2014) – Spike Jonze

 

cores-do-cinema-geekness (1)

Os Excêntricos Tenenbauns (2001) – Wes Anderson

 

Assista ao “supercut” que Kat Smith criou para mostrar como as cores do cinema influenciam nossas percepções.

Entenda também significado e as sensações que as paletas de cores podem transmitir.

Azul – Representa profundidade de sentimento e é uma cor concêntrica, passiva, associativa, perceptiva e unificadora. Seus aspectos afetivos são tranquilidade, satisfação, ternura, afeto e amor.

Verde – Representa a constância da vontade, também uma cor concêntrica, passiva, defensiva, autônoma, cautelosa, possessiva, imutável. Seus aspectos afetivos são a persistência, autoafirmação, liderança e autoestima.

Vermelho – Representa a força de vontade, autonomia, competitividade, eficiência. Transmite excitabilidade, autoridade e sexualidade.

Laranja – Cor quente, estimula o apetite.

Amarelo – Representa a espontaneidade e é excêntrica, ativa, ambiciosa e expansiva. Transmite expectativa, originalidade e segurança.

Cinza – Representa neutralidade, é separador e imparcial. Transmite isolamento e ausência e de compromisso.

Café – Representa a receptividade sensorial passiva. Transmite sabedoria, dependência, segurança e falta de adaptação.

Preto – Representa o limite absoluto. As sensações transmitidas são abandono, renuncia, negação, extremismo, rejeição, extinção e temor.

Roxo – Representa a realização dos desejos. Transmite intuição, sensibilidade, imaturidade, afeição, magia.

Rosa – Representa a dependência.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Categorias
Cinema e TVEspeciaisListasListas de Filmes

Jornalista, escreve sobre arte, cultura, comportamento, psique, política e assuntos gerais relacionados às ciências, sociedade e mundo geek.