Ryse – Son of Rome – Crítica

Se tem uma coisa que a produtora Crytek consegue fazer é nos deixar babando com os gráficos dos seus jogos. E com Ryse – Son of Rome, o seu novo lançamento, não seria diferente! Com certeza é o jogo mais bonito desta primeira leva de games para o Xbox One.

Ryse conta a história de Marius Taitos desde o seu início como soldado do exércicito Romano, até o seu apogeu como general. A trama é contada de uma maneira empolgante e é ela que te faz querer jogar até o fim.

Mas nem tudo é perfeito. Ao terminar a campanha de Ryse, que tem cerca de oito horas, a impressão que fica é que faltou algo. É como se o jogo tivesse sido lançado às pressas, e deixa a sensação de que o jogo é como uma versão demo gigante.

A jogabilidade de Ryse é basicamente lutar contra inimigos com uma mecânica similar a utilizada em Assassin’s Creed e God of War. O problema é que você não sente progressão, e sempre utiliza as mesmas táticas e o mesmos movimentos do início ao fim.

A novidade fica por conta das finalizações dos inimigos, que após uma série de golpes, ficam vulneráveis e você pode participar de um mini-game-quick-time-event para finalizá-lo e ganhar uma recompensa. Recompensa essa que pode ser escolhida entre recuperar um pouco de vida, recuperar focus (para aplicar golpes especiais), bônus de experiência ou bônus de dano.

Após escolher qual tipo de finalização você gostaria de aplicar, é preciso apertar os botões correspondentes a cor que o oponente brilhar. Acertar ou errar o botão não muda a animação que você está vendo, porém, aumenta ou diminui a recompensa que você terá ao terminar o movimento.

Ryse - Son of Rome - 3

O ponto alto de Ryse são os momentos em que é permitido controlar o exército em grupo, seja durante as investidas contra arqueiros, utilizando balistas ou catapultas, e comando de voz para ataque, ou até mesmo pedir para que os arqueiros lhe deem cobertura enquanto você está no meio da batalha.

A sensação de imersão nesses momentos é perfeita, e os comandos de voz (que podem ser dados em português) acabam ajudando e muito, pois funcionam perfeitamente.

Vale ressaltar também o uso do Smart Glass da Microsoft, que permite acompanhar onde você está na linha cronológica, onde estão os seus amigos, e em qual parte do jogo há conquistas a serem destravadas e itens a serem encontrados. Uma bela utilidade para o seu tablet sendo usado como uma segunda tela.

Ryse é um jogo de início de geração que possui sim os seus problemas, mas se você gosta de ação, batalhas medievais, e gráficos beirando à perfeição, com certeza, vale a compra! Serão horas de diversão garantida, e ainda com a vantagem de estar totalmente em português (e pasmem: com dublagem de qualidade!).

Nota: 3/5

3estrelas

Ryse_Son_Of_Rome_capa__60305_zoom

Ryse – Son of Rome

Desenvolvedora: Crytek Studios
Editora: Microsoft Studios
Gênero: Hack’n Slash
Plataforma: Xbox One
Lançamento: 22 de novembro de 2013

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...