Os verdadeiros e obscuros finais dos contos da Disney

Os verdadeiros e obscuros finais dos contos da Disney

Os famosos contos da Disney, ao menos muitos deles, foram inspirados em histórias criadas por escritores como os irmãos Grimm, Christian AndersenGiambattista Basile. Sendo assim, as histórias nem sempre acabam de forma semelhante ao que vemos nas animações “fofas” da produtora.

Conheça a seguir como realmente acabam algumas das conhecidas histórias. E elas estão longe de acabarem bem…

Os finais verdadeiros dos contos da Disney

A Bela Adormecida

Os verdadeiros finais dos contos da Disney

Na primeira versão de A Bela Adormecida, conto conhecido como Sol, Lua e Talia escrito por Giambattista Basile, a garota é estuprada por um rei e dá a luz a dois filhos enquanto ainda dorme.

Um de seus filhos morde o dedo da mãe, fazendo com que o linho saia de seu dedo e ela acorde. Depois de saber disso, a rainha manda matar os dois filhos da Bela Adormecida e fazer um ensopado deles. O cozinheiro não tem coragem e salva as crianças. Finalmente, a rainha leva a Bela Adormecida ao castelo e tenta queimá-la na fogueira, mas quem acaba queimada é ela.

Branca de Neve

Snow-White

Na versão de 1812 de A Branca de Neve, escrita pelos irmãos Grimm, a rainha era a mãe da Branca de Neve. Ela queria comer seus pulmões e fígado para provar a sua morte. No final, a bruxa tem que dançar com um par de sapatos de ferro até morrer.

Cinderella

Cinderella

Os irmãos Grimm escreveram que as irmãs de Cinderella tiveram que cortar pedaços do pé da moça para caber no sapato, e o sangue entrega o que elas fizeram. No final, as irmãs perdem a visão por terem seus olhos bicados por aves. Cinderella, no final, acaba casando com o príncipe.

A Pequena Sereia

a-pequena-sereia

No conto original da Pequena Sereia, escrito por Christian Andersen, caminhar era para Ariel uma grande agonia, era como “andar sob espadas”. Mesmo assim, ela dançou para o príncipe. Quando ele se apaixona por outra, a Pequena Sereia tem a opção de matá-lo ou virar espuma do mar, como ela não consegue matar o príncipe, vira espuma do mar.

A Bela e a Fera

Beauty-and-the-beast-7

Na versão de A Bela e a Fera, chamado originalmente de O pequeno cabo de vassoura, por Ludwig Bechstein, a Fera se torna um “bicho de pelúcia” para a garota, que faz carinho e o beija para dormir. As irmãs dela a afogam e mais tarde se tornam colunas de pedra.

A Princesa e o Sapo

Princess-and-the-Frog-12

O conto escrito pelos irmãos Grimm diz que o sapo engana a princesa para fechar um acordo com ele. Ele pede mais e mais favores, até o de dormir com a princesa em sua cama. Ela então arremessa o sapo bruscamente na parede, que se torna um príncipe.

Rapunzel

claire-keane-rapunzel-looking-out

Em 1812, os irmãos Grimm contam que o príncipe visitou tantas vezes Rapunzel que ela ficou grávida e suas roupas apertadas. Ela pariu gêmeos no meio da floresta.

*Contribuiu para esta publicação Patricia Martins Bueno.

Leia mais sobre Disney

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • Alexandre Cacciatori Soares

    Soh faltou explicar direito as historias… a da branca de neve eu nao sei se quem dancou com sapatos de ferra foi “ela” (a branca de neve) ou “ela” (a bruxa), a da cinderella tambem ficou estranha… sei lah, podia explciar melhor, escrever direito sobre cada historia…

  • Patricia Martins Bueno

    O da Pequena Sereia está um pouco errado, a Ariel não se apaixona por outro, é o príncipe que se apaixona por outra, e a Pequena Sereia tem a opção de matá-lo ou virar espuma do mar, como ela não consegue matar o príncipe ela vira espuma do mar. Quem dança em sapatos de ferro é a bruxa não a Branca de Neve, isso também ficou meio confuso. A da Bela Adormecida também está meio incompleta, no conto original diz que o rei “colhe dela os frutos do amor” e realmente ela tem os filhos enquanto dorme e um deles fica om fome e começa a morder o dedo da mãe, fazendo o linho sair do dedo dela e assim ela acorda, o rei volta para o castelo e a encontra acordada, mas não pode levá-la ao castelo por ser casado, sua mulher descobre e pede para o cozinheiro matar os dois filhos dela e fazer um ensopado e dar para o pai das crianças comer, mas o cozinheiro não tem coragem e salva as crianças, depois a mulher do rei trás a Bela Adormecida ao castelo e tenta queimá-la na fogueira, mas quem acaba queimada é ela, quando o rei percebe o que está acontecendo. Já na história da Cinderela isso está um pouco dramático, as irmãs dela não tem os olhos arrancados por aves, elas tem os olhos bicados pelas aves e ficam cegas, essas aves foram as mesmas que disseram ao príncipe que as irmãs de Cinderela não era quem ele procurava, pois seus pés sangravam porque elas haviam cortado seus dedos para servir o sapato e assim poderem se casar com o príncipe, mas é a Cinderela quem acaba se casando com ele no final.

  • Odair Lima

    Pensei a mesma coisa.

  • Odair Lima

    Obrigado!

  • Carlos Santos

    Sua linda!

  • Cintya Ribas David

    Melhor que a matéria, nada como ler os livros pra falar sobre eles, não é mesmo?

  • Olá Patricia! Muito obrigado mesmo pelo seu comentário. Esclareceu bastante e complementou perfeitamente a publicação. Atualizei a matéria com suas informações e adicionei créditos no final.

  • Lívia Leão

    A Ariel, que não é Ariel pq no conto original só é chamada de Sereiazinha, não morre. Quando ela vai virar espuma do mar ninfas ficam com pena dela e a transformam numa fadinha. Assim ela ganha a missão de visitar casas de crianças e para cada criança ruim que ela encontra ela ganha 7 anos a mais de missão, e para criança boa ela tem 1 dia descontado. Assim que completar a missão ela finalmente ganhará sua alma humana. No conto do Andersen a Sereiazinha não apenas almeja ter pernas. Ela quer tbm ter uma alma humana, pq sereias não tem alma e quando morrem viram espuma do mar. Ele baseou esse conto numa guria que ele amava e não quis nada com ele pq ele era pobre. Eu tinha um livro com todos os contos originais dele quando criança, A Sereiazinha era o meu favorito.

  • Bia Toro

    Na história da Rapunzel, ela estava fabricando uma escada de lã com novelos que o príncipe trazia. Ela realmente fica grávida, mas a bruxa percebe, corta o cabelo dela e a tira da torre com a escada, mandando-a para um deserto. Quando o príncipe volta, a bruxa usa o cabelo da Rapunzel pra deixá-lo subir, e quando ele chega lá, ela diz que ele nunca mais verá Rapunzel novamente e joga ele da torre, fazendo os espinhos que tem na base desta cegá-lo. Ele então fica vagando e procurando pela Rapunzel e, um dia, ele ouve uma voz conhecida cantando e, claro, é a Rapunzel. Ela chora de alegria ao vê-lo, e depois de tristeza por ele estar cego. Essas lágrimas curam a cegueira dele e eles voltam pro reino dele com os trigêmeos aos quais ela deu a luz.
    Daí tem o negócio de viver feliz pelo resto de seus dias e tals.

  • Beatrice

    No conto original da Cinderela (pasmem) não tem fada madrinha (!!!). Ela fica toda linda e ryca pro príncipe pq a árvore q estava plantada no túmulo da mãe dela (que contém o espírito desta, aparentemente) faz isso acontecer com umas pombas mágicas e tal. Depois, qd o príncipe tá procurando a mina com quem ele dançou por umas duas, três horas, as irmãs da Cinderela têm o pé grande demais, então uma corta o calcanhar e a outra o dedão. O príncipe é enganado pelas duas a principio, mas as pombas q ajudaram a Cindy cantarolam sobre o sangue qd eles estão indo pro castelo e ele descarta as duas. Aí sim, a Cinderela experimenta o sapato e ele reconhece ela e eles se casam e etc, mto amor.

  • Helen

    Na primeira versão propriamente dita da Bela & a Fera, ele é um príncipe amaldiçoado mesmo, e o pai dela pega uma rosa do jardim dele, enfurecendo a Fera por estar “abusando da hospitalidade” dele. Daí ele combina com a Fera de dar algo em troca, e a Fera fala pra dar a primeira coisa viva que vier cumprimentá-lo ao voltar pra casa.
    Ou seja, a Bela.
    Depois de viver com a Fera por um tempo, Bela fica com saudade da família e a Fera, completamente apaixonado por ela, deixa que ela vá visitá-los por uma semana, E APENAS UMA SEMANA, senão ele MORRE. Resumindo, irmãs ciumentas, Bela se distrai, duas semanas, volta, encontra a Fera morrendo.
    Agora, a partir daí tem duas opções de final; não me lembro qual é a dessa. Ou é tarde demais, a Fera morre e a Bela definha ao lado dele; ou ela fala o derradeiro “eu te amo”, adeus maldição e as irmãs invejosas viram estátuas decorativas pra ver a felicidade deles até o fim de seus dias.
    Mas, sendo um conto tão antigo, é provável que os dois morram :v

  • Laila odeia o DISQUS

    as historias ficaram fofinahs mesmo heim, porque as originais são tensas

  • Carla Marchioni

    Onde é possível encontrar as verdadeiras histórias?

  • Gaby Cunha

    eu me lembro dessa passando na tv cultura !!! =)

  • Caroline Garcia

    Pois é, Beatrice. Eu ia tentar avisar que no texto do post está dito que as irmãs de Cinderella “tiveram que cortar o pé da moça”, quando na verdade, é o delas próprias.

  • Lembrando que há dezenas (ou até centenas) de versões de cada conto, pois eles são muito antigos e ganharam diversas releituras ao longo do tempo.

  • Rafael Ferraz

    Faltou a história da Chapéuzinho Vermelho, com direito a canibalismo (chapéuzinho come a vovó).

  • Gaabi Rocumback

    Onde que se encontra algum livro com as histórias originais?

  • ebanonil

    E o lobo mau “come” a chapeuzinho vermelho..

  • Rafael Fonseca
  • Aracely Lucena

    Para quem tiver mais interesse no assunto contos acessem este link que leva a um capítulo de livro que li há na faculdade que aborda os contos de Mamãe Gansa. É bem interessante!
    ://www.cefetsp.br/edu/eso/patricia/historiascontosgatos.html

  • Silverlady Cra

    Não conheço esse conto do Ludwig, mas houve dois romances de A Bela e a Fera escritos por mulheres. A primeira versão foi escrita por Gabrielle de Villeneuve, e baseada no mito de Cupido e Psiquê – o príncipe havia sido transformado em Fera por uma fada despeitada com o pai dele. Quando ele voltou ao normal, a mãe do príncipe não quis deixá-lo casar com Bela porque a moça não era da nobreza, até que as fadas revelaram que na verdade Bela pertencia à família real. Muitos anos depois, esse romance foi adaptado por Madame Le Prince de Beaumont para o conto que conhecemos.

    Também há uma versão portuguesa, A Bela Micaela e o Monstro da Pata Amarela, em que a Bela, isso é, Micaela, é uma moça convencida e egoísta, e o monstro finge ser um homem bonitão para casar com ela. Ele deixa Micaela ir ao casamento de uma das irmãs, mas as megeras dão uma coisa para ela dormir, e como ela não votla, o pobre monstro acaba morrendo.

  • Silverlady Cra

    Tem até uma animação bem antiga, da Lotte Reiniger, que conta essa versão da Cinderela, com as irmãs de pé cortado.

  • Silverlady Cra

    A ABC publicou o livro Once Upon a Time – Uma Antologia de Contos de Fada, que tem as histórias originais que inspiraram a série – originais mesmo, e também outras menos conhecidas, como Os Músicos de Bremen, Branca de Neve e Rosa Vermelha, etc.

    http://www.skoob.com.br/livro/381693-once-upon-a-time-uma-antologia-de-conto

  • Gabriela

    No Livro “Contos de Fadas” da coleção zahar o conto da Pequena Sereia é exatamente assim… No da Branca de Neve a Rainha come o pulmão e coração de um javali achando que é da Branca, mas nem todos os contos são exatamente com esse final, porém são diferentes dos clássicos para crianças, são bem interessantes.

  • Obrigada Flávio, fico muito feliz em ter contribuído. Vi nos comentários que diz que no conto da Pequena Sereia ela não vira espuma do mar, na verdade no conto de Hans Chistian Andersen, o dinamarquês que escreveu o conto no século 19, ela não consegue matar o príncipe e vira sim espuma do mar, mas antes dela desaparecer ela encontra as filhas do ar que têm um corpo etéreo, que deslizava no ar mesmo não tendo asas e que tinha muita luz. As filhas do ar diz que as sereias não possuem uma alma imortal, a não ser que possam obter o amor de um ser humano, as filhas do mar também não têm uma alma imortal, mas podem conseguir uma se tiverem boas ações. Elas “voam para os países quentes, onde o ar pesado da praga descansa, e sopram ventos frescos para espalhá-lo. Elas carregam o cheiro de flores que refrescam e curam os doentes. Se por trezentos anos, elas fizerem o que é bom, obtêm uma alma imortal e pode tomar parte na felicidade eterna de um homem”. Como a pequena sereia morreu ao tentar conquistar o amor de um homem, ela tem essa chance de se juntar às filhas do ar para tentar conseguir uma alma imortal. Se quiser o conto completo tem aqui em inglês: http://scandinavian.wisc.edu/mellor/taleballad/pdf_files/LittleMermaid.pdf

    E obrigada pelos créditos! 🙂

  • Muito legal! E olha só que mundo pequeno. Eu também sou de Bauru, apesar de atualmente morar em São Paulo! hahaha

  • Sério? Que mundo pequeno! hahaha Na verdade sou de Campinas, aí acabei me mudando para Bariri (bem interior) e hoje faço faculdade em Bauru, amo a cidade!

  • Gaabi Rocumback

    Thaaaaanks 😀

  • Gaabi Rocumback

    Thaaaaaanks 😀

  • Tamires Arsênio

    Mas o final é mais bonito. Ela consegue a chance de obter sua alma imortal (a vida pós-morte dos humanos) ajudando as pessoas como um espírito.

  • Miguel C. Vettorazzi

    Os contos não são da Disney

  • Herlane Oliveira Gefferson Oli

    no final verdadeiro de os 3 porquinhos os 2 porcos sao pegos pelo lobo o terceiro mata o lobo e o terceiro porco janta o lobo morto