Web

Youtuber russo pode pegar 3 anos de prisão por jogar Pokémon Go na Igreja

Youtuber russo pode pegar 3 anos de prisão por jogar Pokémon Go na Igreja

Um Youtuber russo pode ser sentenciado a 3 anos e meio de prisão depois de criticar a “lei da blasfêmia” e jogar Pokémon Go na Igreja.

Ruslan Sokolovsky gravou um vídeo ano passado o qual ele explicava para as pessoas que elas poderiam ser multadas e até serem presas caso jogassem o game em uma igreja.

E é justamente essas acusações que um promotor faz a Sokolovsky por ele ter feito o vídeo e “desafiado” a lei da blasfêmia.

“Ações que ofendem os sentimentos dos crentes”, fazem parte do projeto de lei, pois são “prejudiciais para toda a sociedade, criando uma situação de conflito dentro dela”, disse Irina Yarovaya, deputada da Rússia Unida e uma das iniciadoras do projeto de lei.

A lei existe desde 2013, depois de um protesto da Pussy Riot, contra Putin, aconteceu na Catedral Saviour, de Moscou.

Censura: Lei faz com que jovem possa ser sentenciado à prisão por Pokémon Go na Igreja

O youtuber, depois da introdução, caminha até a Igreja de Todos os Santos, em Yekaterinburg. Aparentemente o local é um ginásio Pokémon. Portanto, esse cara não foi o primeiro a jogar nas redondezas.

Logo depois de lançar o vídeo, vários promotores acusaram Sokolovsky de incitar o ódio reliogoso. Foi preso e solto por fiança para cumprir pena domiciliar em casa, de acordo com a agência Reuters.

Acredito que não há nenhuma razão para isentar o réu de responsabilidade “, disse um promotor ao tribunal na sexta-feira, informou a agência de notícias TASS. “Também não há razão para condená-lo a uma multa… Eu peço que o tribunal o condene a 3,5 anos em uma colônia penal.”

“Estou em estado de choque”, disse Sokolovsky ao tribunal depois de ouvir isso. “Eu estive na prisão, eu estive lá por três meses, e é a porta para o inferno.”

“Eu não me considero um extremista, talvez eu sou um idiota, mas de forma alguma um extremista.”

A decisão judicial sai em 11 de maio.

Infelizmente, ações e más interpretações com respaldo de uma ridícula lei que censura a liberdade de expressão recaíram sobre Sokolovsky de forma bastante injusta.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Categorias
Web

Jornalista, co-fundador do Geekness. Foi editor do GamesBrasil, TechGuru e BABOO e repórter das revistas MOVIE, EGW e Nintendo World. Curta o Geekness no Facebook!